TAG: 5 personagens que me marcaram

Já vi essa TAG em vários outros blogs, achei bacana, então pensei em reproduzí-la aqui. O objetivo é escrever sobre 5 personagens da ficção que me marcaram de alguma forma. Tive muitas inspirações, desde personalidades do mundo da fama até os personagens mais distintos, que estiveram comigo em vários momentos… E vou compartilha-las com vocês!

a

  • Betty Rizzo – Grease: Nos Tempos da Brilhantina

 Sempre preferi as vilãs. Na infância, assistia minhas amiguinhas inspirando-se nas doces mocinhas, as quais eu não achava graça nenhuma. E as mocinhas não compreendidas, como ficavam? E devido a essa minha revolta pessoa, prestava eterno apoio a qualquer vilã dos romances água com açúcar que fizeram parte da minha fase infanto-juvenil. Grease foi um deles! Para ser sincera, não tive com quem compartilhar meu gosto por musicais, ainda mais musicais de décadas de quando eu sequer era nascida. Mas sempre observei uma preferência pela Sandy, protagonista do filme. Sandy é meiga, gentil, recém chegada na cidade, loirinha de olhos azuis. E me perguntava porquê raios esqueciam a melhor personagem de todas: Rizzo, que com seu cabelo curtinho e personalidade única me conquistou de primeira. Ela fazia o que bem queria, e não vivia grudada no pé das amigas como as outras garotas. Rizzo tem um solo no filme (There Are Worse Things I Could Do), que é uma das minhas músicas favoritas.

b

  • Matilda Wormwood – Matilda

Esse é um daqueles filmes que nunca vou me cansar de assistir, por mais velho que o tempo o torne. Matilda é superdotada, e apaixonada por livros. Porém, convive com a negligência de seus pais e rejeição da família, que não sabe lidar com a personalidade diferente da menina. Tudo muda quando ela entra pra escola, onde desenvolve seus talentos, e descobre ter poderes mágicos. Uma das coisas que mais me encanta na protagonista é sua intuição,  e que mesmo pequena e com pouca idade, sua ousadia vale pela de muitos adultos. Com a ajuda de alguns amigos, tão “desajustados” quanto ela, e de uma professora muito especial, Matilda resolve toda a trama da história. O enredo é bobinho, é um filme tipicamente infantil, mas a pequena Matilda me ensinou muito, e ensina até hoje.

c

  • Amélie Poulain – O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Para quem gosta de cinema francês, esse filme é apaixonante! Amélie é dona de uma doçura inigualável, e perdeu a mãe muito cedo. Então, decidiu abandonar a vida no subúrbio e trabalhar como garçonete. O que mais me deixa apaixonada é a atriz Audrey Tautou (que interpreta Amélie) e o modo como dá vida a personagem. Além da trilha sonora do longa, que foi minha melhor amiga para escrever muitos textos. A protagonista é guiada pelo desejo de ajudar os outros, e o enredo gira em torno de suas tentativas de fazer isso. Ela está sempre preocupada em trazer o bem estar para as pessoas, esquecendo de si mesma. O filme me incentivou a fazer mais pequenos gestos, e me lembrou da importância deles.

d

  • Katniss Everdeen – Jogos Vorazes

Definitivamente, ela é meu maior incentivo para gostar tanto da trilogia de jogos vorazes, Katniss é a heroína (ou anti heroína?) que toda garotinha deveria conhecer. Sua motivação para entrar nos jogos vorazes, o modo como protege a família, sua cara de poucos amigos… Tudo me faz pensar que ela é o exemplo cinematográfico perfeito para essa geração. Não sou fã da série de livros e também não acompanho assiduamente nas salas de cinema os filmes, mas pude acompanhar o amadurecimento da personagem. Uma das coisas que mais apreciei foi sua integridade, o fato de agir com caráter mesmo com a vida em jogo. Agora, encontro-me ansiosíssima para o último longa, e saber qual fim terá Katniss Everdeen.

e

  • Rachel Berry – Glee

Por último, e sim, mais importante… A personagem que foi e tem sido minha maior inspiração. Fui uma grande fã da série Glee enquanto estava em execução, e agora que já acabou, guardo lembranças. E Rachel Berry é uma dessas lembranças! Se puder reparar, em todos os outros tópicos citei coisas que achava bacana nas personagens que me marcaram… Mas o que me agrada na Rachel são justamente seus defeitos! Pois ela não é aquela mocinha clichê, cheia de acertos. Ela erra a série toda, mas tudo isso forma a pessoa incrível que é. Rachel é mimada, irritante, às vezes egoísta e muito ambiciosa. Mas também é dona de um talento inigualável, e não deixa se perder no meio de sua estrada para o estrelato. Além disso, temos muito em comum! A baixa estatura, o fato de ter sido marginalizada por muitos colegas na escola, a intensidade e o jeito dramático de ser. Durante meus 13-14 anos, ouvia suas músicas sempre que me sentia triste, desanimada ou precisava de um incentivo para continuar a acreditar nos meus sonhos. Vez ou outra ainda faço isso, afinal, o tempo não diminuiu a importância de Rachel na minha vida. Definitivamente, se algum dia tivesse a oportunidade de conhecer Lea Michele, a agradeceria imensamente por ter dado vida a essa personagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s