Quando o amor invade a porta

 vs

Você pode ler esse texto ouvindo: This Love

A meteorologia avisa sobre a chegada da primavera. O que antes era cinza chumbo agora possui um colorido inigualável, até o ar torna-se mais leve. Só um idiota não se contagiaria com tamanha obra da natureza.

Meus amigos disseram que é tempo de amor, mas eu insisti em fingir que não ouvia. Ignorei toda a publicidade dos outdoors que falavam sobre amor, desprezei toda essa ideia boba de que um dia ele chega. Até você aparecer.

Mas o amor é rebelde. Faz o que bem quer na hora que bem quer. Ele bateu uma, duas, três vezes. Estava ocupada demais faxinando meu peito para abrir a porta. Então ele invadiu! Veio de supetão sem pedir licença e bagunçou tudo de novo.

Tentei pedir para que voltasse mais tarde ou fingir uma desculpa esfarrapada dizendo que estava ocupada. Mas ele deixou meus planos pra depois. Abriu a geladeira e bebeu meu melhor vinho, botou os pés pra cima, como se a casa já fosse dele há muito tempo.

“Como esse amor é mal educado” – pensei. Apropria-se do que não lhe pertence, causa sensações e pensamentos involuntários. Ele não me deu alternativa. Tentei expulsá-lo de tantas formas, mas a única opção foi convidá-lo pra ficar.

Quer saber? Foi a melhor visita que já recebi.


Atenciosamente, Sarah Santos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s