De quantas cicatrizes você é feito?

scar
Você pode ler esse texto ouvindo: Survivor – Clarice Falcão.

Lembro-me de ter vergonha das marcas do meu corpo. Evitava decotes e blusas que mostravam a barriga, afinal… A beleza deve ser lisa, limpa e livre de cicatrizes. Relacionava isso com meu conceito de felicidade também, tendo-a como aquele sentimento que só existe na ausência de problemas, na inexistência de qualquer preocupação.

Mas a graça da vida está na complexidade, e a gente se engana ao pensar que todas as coisas boas estão na beleza. Nossa caminhada é repleta de pedras, armadilhas e tropeços, e nem sempre conseguimos evitar os tombos. Com os tombos, não conseguimos evitar os machucados.

Em um primeiro tombo, não sabemos ao certo como se levantar. Olhamos meio sem jeito pra cima, perguntando-se: “por que caí? Eu jurava que andava em linha reta…”. Mas questionar é perda de tempo, coisa de principiante.  Logo, surge a cicatriz! Aquela marca que causa repulsa, que foge aos padrões e lhe faz se perguntar se realmente merece ela. As primeiras quedas podem vir de uma decepção cultivada por expectativas, e o modo como você encara ela é fundamental para determinar como vai seguir lutando dali para frente.

Você segue a caminhada, andando meio torto, com passos desalinhados… Mas a cabeça erguida. E isso não te impede de tombar novamente. A segunda queda pode ser causada por um abandono, geralmente, por indivíduos aos quais éramos apegados. É o ponto de sentir-se enfurecido… Pois a verdade, quando vem à tona, sempre enfurece. Mas ninguém cai duas vezes da mesma forma. Com um pouco mais de coragem, suportamos o nascimento de uma segunda cicatriz, dessa vez maior.

Também somos colecionadores de experiências, de momentos que nos proporcionam sensações novas e revigorantes… Ou sórdidas. O terceiro tombo é o mais dolorido. Aquele em que ao se levantar, você não se conhece mais… Não lembra quem era e quais são os seus princípios. O corte é profundo e a cicatrização pode levar um certo tempo. Mas de queda em queda, a gente aprende o manual. E dessa vez, até se consegue tirar um aprendizado, ou uma porção deles. “Olhe para os lados enquanto anda”, “Não confie em estranhos”, “Vá devagar”. Então, os conselhos da sua mãe começam a fazer sentido, e a partir disso você sente-se pronto para dar a mão a outras pessoas caídas também.

Logo, olha para si mesmo e observa-se repleto de cortes, bandaids e sinais dessa coletânea de quedas… Porque levantar-se também é um processo que deixa alguns arranhões. Mas a subjetividade está nas cicatrizes! A história está nas cicatrizes! A marca de sobrevivência está nas cicatrizes. Elas são as trilhas que mapeiam sua história. E as melhores memórias e lições surgem desses cortes que um dia doeram, mas hoje, enfeitam o corpo.

É importante cultivar as cicatrizes.


Sarah Santos.

Anúncios

2 comentários em “De quantas cicatrizes você é feito?

  1. Sarinha, você é uma pessoa com tanta riqueza! Parece um manual cheio de histórias lindas a contar. Eu não poderia encontrar nada mais conciso sobre o assunto.
    Naturalmente, reprimimos cicatrizes. Elas são sinal da nossa fragilidade, da nossa estada aqui como humanos que erram e estão submetidos às intempéries. Mas nos erguemos: e muito bem pontuada, esse momento também causa novos cortes. Não é fácil desafiar a gravidade e se obrigar a subir a cabeça.
    O bom é olhar em volta e ver que, depois que você subiu, há diversas outras pessoas ainda deitadas e que você pode ser um agente da melhora delas. Que elas formem suas próprias cicatrizes, mas saibam que você esteve por perto para limpar os ferimentos e deu a mão para levantar. E que como você, existem diversas outras pessoas prontas a ajudar.
    barlburdiainterna.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Poxa Ana, é uma delícia ler seu comentário! Com o tempo, aprendi a amar cada uma das cicatrizes (no sentido metafórico e literário), e espero que seja assim com você também. Elas são a melhor prova de tudo o que já vivemos, e mostram nitidamente a superação. E mais importante, é depois de aprender como funciona esse processo estar disposto a ajudar outras pessoas. Obrigada por me acompanhar!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s